A pandemia do novo coronavírus teve um impacto significativo em diversos setores da economia. Várias empresas tiveram que aderir ao home office como alternativa para manter suas atividades e muitos comércios e serviços ficaram meses suspensos.

Mas, mesmo com a progressão dos números no Brasil, muitas cidades e estados já desenvolveram planos para articular e guiar a reabertura de negócios pós pandemia. Embora ainda existam alguns setores, como o de eventos, que deverão permanecer mais tempo sem funcionar, outros tipos de comércio e serviços já começam a reabrir nas novas condições de pós pandemia.

O que muda?

Essas condições envolvem restrições nos horários de funcionamento, limitação na lotação dos espaços para respeitar o distanciamento social e outras medidas de segurança e cumprimento das regras de higiene que diminuem o risco de transmissão e propagação do vírus.

Ainda que do ponto de vista econômico as coisas estejam se mostrando cada vez mais favoráveis, do ponto de vista sanitário ainda não se sabe quando a crise vai acabar. Saiba como se organizar nesse cenário de incertezas e planejar a retomada dos negócios, fugindo da crise financeira.

Publicidade

Produtos de higiene e limpeza para a reabertura da sua empresa

Considere o risco: avalie se a reabertura do seu negócio no pós pandemia vale a pena

Essa pode parecer uma dica estranha, mas, mesmo com as permissões de reabertura de negócios pós pandemia, para algumas empresas ainda pode ser mais vantajoso continuar de portas fechadas.

Se você consegue manter o seu negócio funcionando por meio digital talvez compense esperar mais um pouco, dependendo dos custos para reabertura e se esses gastos podem ser cobertos pelas receitas adicionais das vendas físicas.

Uma loja de roupas, por exemplo, que consiga continuar funcionando através de vendas online pode ter mais lucro se continuar a vender de forma virtual do que se reabrir agora a loja física.

Claro que as particularidades de cada setor devem ser respeitadas e que essa possibilidade virtual só se aplica se o seu negócio permitir vendas online e a manutenção de seus funcionários com trabalho home office.

Siga as tendências: repense a sua oferta

Para aqueles negócios que precisam reabrir as portas para continuar funcionando, um boa solução é reconsiderar a oferta de produtos.

Períodos de crise costumam gerar oportunidades e o consumo está sendo repensado nesse cenário em que o cliente não existe só fisicamente. As compras são feitas agora por meios não tão utilizados antes, e a procura tem se adaptado às necessidades atuais, com tendências de consumo mais sustentáveis e locais.

Incentive o distanciamento social: invista em barreiras físicas e opções de entrega

O distanciamento social mitiga o avanço da doença pois ajuda a evitar o contágio. Seja num ambiente empresarial ou comercial, é fundamental seguir essa regra básica, reduzindo o contato físico e aumentando o espaçamento do mobiliário para conter a proximidade física.

As mudanças de layout e instalação de barreiras físicas em locais como caixas ou balcões de atendimento são recomendados para garantir a segurança da sua equipe e dos clientes.

Para o setor comercial, os aplicativos de delivery podem ser ótimos aliados, principalmente em tempos de pandemia. A entrega em casa permite o consumo de produtos sem que o cliente precise se deslocar, o que para muitas pessoas é necessário, além de vantajoso.

E a utilização desse recurso já vai muito além do setor alimentício. Como muitas pessoas ainda não se sentem seguras para circular nas ruas, esses serviços vêm sendo utilizados de forma mais frequente por diversos setores, incluindo lojas e comércio. Por isso, nesse período pós pandemia pode ser interessante dar essa possibilidade ao seu cliente.

Segurança em primeiro lugar: mostre sua preocupação com o bem-estar dos clientes

Como o número de casos de pessoas infectadas no Brasil ainda não parou de aumentar, é importante que os negócios que estão pensando em reabrir demonstrem sua preocupação com o cumprimento das regras de higiene e com a proteção da saúde dos clientes, garantindo um ambiente seguro.

Na reabertura de negócios pós pandemia, explore as novas formas de se relacionar com o cliente, reforçando a higiene pessoal e dos ambientes:

  • Publique nas redes sociais todos os cuidados e precauções tomados no seu estabelecimento;

  • Divulgue e adote boas práticas de segurança e saúde. Mantenha frascos de álcool ou desinfetante para mãos nas entradas e saídas dos ambientes, sinalize os fluxos internos e coloque avisos com passo-a-passo para lavagem de mãos nos banheiros;

  • Adote o uso de máscaras em sua equipe e tenha materiais de higiene e equipamentos de proteção individual, como máscaras descartáveis, disponíveis para os clientes caso seja necessário;

  • Dê prioridade a métodos de pagamento sem contato, como através de cartões ou aplicativos;

  • Medidas de higienização e desinfecção dos ambientes também são essenciais, pois o vírus sobrevive em diferentes superfícies. Limpe frequentemente objetos onde as pessoas tocam, como maçanetas de portas e interruptores de luz, por exemplo;

  • Cuidado com as roupas! Se seu negócio é responsável pelos uniformes de seus funcionários saiba que existe o jeito certo de higienizar a roupa de sua equipe.

Linhas de crédito: tome cuidado com os auxílios no período pós pandemia

Os governos do mundo inteiro têm anunciado medidas de auxílio e criação de linhas de crédito para empresas. Mas apesar de na prática isso significar mais dinheiro disponível para o seu negócio nos bancos, não quer dizer que seja uma boa ideia.

Mesmo com juros mais baixos, é preciso fazer um planejamento de como o dinheiro será usado e como isso vai te ajudar a vender e ganhar mais. Ter também uma atenção especial com os prazos e carências no período pós-pandemia, uma vez que ainda é difícil saber quando o faturamento voltará ao normal.

A reabertura de negócios pós pandemia deve ser pensada e organizada para que tudo funcione bem. Para isso:

  • Considere os prós e contras antes de reabrir;

  • Repense sua oferta e, se possível, inclua produtos de maior necessidade e mais procurados;

  • Mude o layout do mobiliário para aumentar o distanciamento e instale barreiras físicas emlocais como caixas e balcões de atendimento;

  • Invista em opções de entrega para atingir também aquela clientela que ainda não está preparada para sair de casa;

  • Segurança em primeiro lugar! Demonstre aos clientes a preocupação com o cumprimento das regras de higiene e distanciamento social no seu estabelecimento;

  • Adote o uso de máscaras em sua equipe e incentive o mesmo para os seus clientes;

  • Implemente medidas frequentes de higienização e desinfecção dos ambientes;

  • Caso necessário, estabeleça um retorno gradual das atividades;

  • Planeje antes de solicitar um auxílio, para evitar aumentar ainda mais as dívidas que apareceram por conta da pandemia.