Sua casa livre de mofo: veja como tirar mofo e bolor

Você quer se livrar do mofo e bolor das paredes e evitar que eles voltem? Confirma dicas úteis para acabar com o problema!

Atualizado

Removendo mofo e bolor

Mofo é o terror de grande parte das casas, não só porque é responsável por danificar seus móveis e até a parte estrutural, mas principalmente porque ele pode fazer mal para a saúde. Dificilmente encontramos alguém que nunca tenha passado por esse problema, afinal, basta que a casa esteja fechada e as chuvas sejam frequentes para o mofo se manifestar.

Mas, por sorte, é possível utilizar produtos de limpeza do dia a dia para acabar com os fungos e impedir que eles voltem a aparecer. Nesses casos, é importante ir direto à raiz do problema e eliminá-los ao menor sinal de infestação. Dessa forma, você consegue poupar a família do visual desagradável e do mau cheiro.

Pensando nisso, preparamos este post para você aprender como tirar mofo de paredes e impedir que eles voltem. Acompanhe!

Para fazer a remoção das manchas de mofo e bolor utilize produtos como água sanitária, Cif Tira-Limo e outros limpadores que contêm cloro em sua fórmula.

Como você sabe se as superfícies da cozinha e do banheiro foram desinfetadas?

O que é mofo e por que ele aparece?

O mofo é um tipo de fungo que se desenvolve pela formação de esporos. Em geral, eles crescem em ambientes quentes e úmidos, sem muita circulação de ar. Essa é a razão que faz com que tantos banheiros e despensas sejam atacados por mofo.

Em geral, esses fungos crescem apenas pelas condições do ambiente. Outras vezes, eles podem ser o resultado de vazamentos do encanamento no interior ou no exterior da casa. A tubulação de ar condicionado, por exemplo, pode gerar excesso de umidade no interior das paredes quando não é isolada adequadamente.

Para saber se o que está em sua parede é realmente mofo, aplique um pouco de alvejante nas manchas utilizando um pedaço de pano. Se a mancha clarear após alguns minutos, você encontrou fungos. Se não, provavelmente suas paredes estão apenas sujas.

Quais são os perigos do mofo na parede?

Devido à emissão de esporos e de bioxitina, ambos substâncias tóxicas, o mofo torna-se um grande inimigo da saúde. Os primeiros sintomas, como tosse, dor de cabeça e alergias de pele, podem não ser levados a sério, mas a longo prazo tendem a se transformar em graves quadros de rinite, sinusite, asmas e até atacar órgãos como fígado e rins.

Em casas com idosos, crianças e gestantes, a atenção deve ser redobrada. Pessoas mais suscetíveis à contaminação podem ter o quadro evoluído e agravar problemas já existentes, levando à pneumonia e anemia severa.

Além de contribuir com a manifestação de doenças, o ambiente mofado muitas vezes traz inúmeros sintomas esporádicos, mesmo para os adultos saudáveis. Entre eles podemos citar cansaço, perda de peso, problemas gastrointestinais, queda de cabelo, infecções de pele, dores musculares e até questões de ordem psíquica, como tremores, ansiedade e irritação.

Como tirar mofo de paredes

Para tirar o mofo da parede da sua casa é necessário tomar certos cuidados. Procure usar proteção para os olhos e luvas para evitar o contato com os esporos liberados pelos fungos. Abra as janelas ou use um ventilador para manter a circulação de ar no ambiente.

Vale lembrar que, se você tiver um problema grave de fungo nas paredes, pode ser melhor procurar a ajuda de um especialista. Mas se o mofo estiver concentrado em apenas algumas áreas e não tiver tomado grandes proporções, siga alguma das dicas a seguir!

Utilizando água sanitária ou cloro

  • faça uma solução com uma parte de água sanitária para três de água ou utilize um limpador de superfícies que tenha cloro em sua composição ativa;

  • aplique a mistura no local e esfregue a mancha de mofo com uma escova de cerdas duras;

  • enxágue o local com o auxílio de um pano umedecido.

Utilizando ingredientes simples

  • em um borrifador, misture uma colher de chá de óleo de melaleuca (ou água oxigenada) e 300 ml de água;

  • borrife a solução sobre as áreas mofadas;

  • deixe descansando durante a noite (é o tempo necessário para matar os fungos que causam o mofo);

  • umedeça um pano com vinagre e esfregue a parede;

  • descarte o pano para o mofo não se reproduzir em outros lugares.

Se nenhum desses método funcionar, há produtos formulados especialmente para tirar o mofo da parede. Mas lembre-se de testar em uma pequena área da parede primeiro e nunca misturar soluções de limpeza, pois isso pode gerar reações químicas perigosas. 

Como tirar mofo dos rejuntes

Como nem sempre são alcançados por vassouras e escovas durante a limpeza cotidiana, os rejuntes acumulam poeira, resíduos e gordura, tornando-se o ambiente perfeito para a proliferação de fungos e mofo. Mas não precisa se preocupar! É possível removê-los usando três ingredientes que provavelmente você tem na cozinha e que não danificam nenhum tipo de revestimento. Confira!

  • misture 7 copos de água morna, meio copo de vinagre branco de álcool, meio copo de bicarbonato de sódio e meio copo de suco de limão;

  • aplique a substância no local e deixe agir por 10 minutos;

  • esfregue com uma pequena escova de cerdas duras e enxague;

  • descarte o que sobrar da mistura, ela só faz efeito assim que os ingredientes são misturados.

Dicas para evitar que o mofo volte

Uma vez que você tenha dado fim no mofo das suas paredes, o próximo passo é evitar que ele volte. A melhor dica para o mofo não apareça mais é eliminar as condições de calor e umidade, que são ideais para seu crescimento.

  • mantenha banheiros, cozinhas e outros ambientes úmidos bem ventilados e secos.

  • para evitar a formação de mofo a longo prazo, considere instalar um desumidificador elétrico nas áreas com maior dificuldade de circulação de ar;

  • você também pode cobrir a área com uma tinta antimofo, à venda na maioria das lojas do ramo. Sempre leia as instruções do fabricante e verifique se o produto é recomendado para o seu tipo de parede;

  • conserte vazamentos no momento de sua descoberta para evitar que a umidade se infiltre em cavidades e abaixo do piso;

  • você pode ainda vedar a tubulação do ar condicionado, caso descubra que essa é a origem do problema;

  • paredes e tetos com bom revestimento também serão menos afetados pela condensação e, consequentemente, por mofo.

Mas, se o mofo de sua parede voltar, não entre em pânico. Esse é um problema comum e agora você já sabe como acabar com ele!

Como manter a umidade controlada no banheiro e evitar o mofo

Por ser um ambiente naturalmente úmido e pequeno, o banheiro é um dos cômodos que mais sofre com o surgimento de mofo. Porém, algumas medidas podem ser tomadas para evitar o seu aparecimento:

  • evite banhos muito quentes para impedir excesso de vapor no ambiente;

  • sempre que possível, deixe uma fresta da porta ou da janela aberta durante o banho para o vapor sair;

  • quando ninguém estiver usando o banheiro, favoreça a ventilação e entrada de sol no ambiente deixando portas e janelas totalmente abertas;

  • não deixe toalhas úmidas penduradas no ambiente;

  • lave cortinas com frequência ou ao menos estenda em um ambiente arejado quando estiverem úmidas;

  • não deixe o banheiro molhado, seque poças de água o quanto antes;

  • faça manutenções preventivas nas instalações hidráulicas para impedir vazamentos e infiltrações;

  • coloque saquinhos antimofo em pontos abafados, como atrás de móveis (sílica, pedaços de giz, pedaços de carvão etc.).

Seguindo essas dicas você provavelmente não vai mais enfrentar o dilema de como tirar mofo de parede. Mesmo que a casa fique fechada durante um período de viagem ou você tenha algum imprevisto com vazamentos, por exemplo, você saberá como agir caso notar o menor sinal de mofo na parede. Lembre-se apenas que além de eliminá-lo, é necessário eliminar a sua causa. Agora sim ficou fácil manter a casa livre de fungos e preservar a beleza dos acabamentos, além da saúde e bem-estar da sua família, é claro!

Agora que as paredes e rejuntes do seu lar estão livre de mofos, compartilhe em suas redes sociais para que seus amigos também se despeçam deles!

Publicado originalmente