Unilever

Entenda a diferença entre desinfecção e esterilização

Entenda as nuances de o que é desinfetar e o que é esterilizar neste artigo e veja dicas para manter sua casa sempre limpa e livre de germes, vírus e bactérias.

Atualizado

Entenda a diferença entre desinfecção e esterilização

A rotina de higienização da casa pode ser dividida em algumas etapas e entender a diferença entre limpeza, desinfecção e esterilização ajuda você a escolher o melhor produto para cada ambiente na hora de higienizar o seu lar.

Cada cômodo tem sua particularidade na hora de desinfetar e esterilizar e, nesse artigo, nós vamos explicar detalhadamente o que é desinfetar e o que é esterilizar. Assim, você esclarece todas as dúvidas para fazer uma higienização completa e certeira na casa inteira.

Desinfecção e esterilização: qual é diferença, afinal

Antes de decidir qual o produto ideal para cada ambiente, primeiro precisamos entender a diferença entre esterilização e desinfecção. Ambos os termos são muitas vezes usados como sinônimos, porém possuem suas peculiaridades – vamos explorar a seguir.

O que é desinfetar?

Desinfetar consiste em eliminar os vírus, bactérias e germes que não são visíveis ao olho humano. O processo de desinfecção elimina quase 100% dos microrganismos vivos presentes nas superfícies. Mas preste a atenção: quase!

O uso de desinfetantes, sejam industriais ou caseiros, é essencial para essa tarefa. O mais importante é a composição do produto, que vai influenciar diretamente no resultado daquela limpeza profunda. A água sanitária, por exemplo, é uma das grandes aliadas para coisas como desinfetar casa, devido seu alto poder oxidante.

Desinfetantes podem se dar em diferentes forma, como por exemplo o Lenço Desinfetante OMO. Uma alternativa eficaz e rápida na hora de desinfetar superfícies, que consegue eliminar 99,9% dos germes/bactérias (Escherichia coli, Staphylococcus aureus e Salmonella choleraesuis), além dos vírus H1N1 e Influenza A.

O que é esterilizar?

Esterilizar é um processo que visa eliminar 100% dos microrganismos de uma superfície, diferente da desinfecção que apresenta uma eficácia de 99%. Conforme explicamos na seção sobre o que é desinfetar, esse processo não garante uma completa eliminação de germes e bactérias – mas o “quase” é coberto pela esterilização.

A esterilização é recomendada para ambientes que precisam ser totalmente livres de vírus, germes e bactérias, como hospitais e cozinhas industriais. Também, é indicado fazer a esterilização de itens pessoais como tesouras e alicates de unha, bem como itens para bebê como mamadeiras e chupetas, por exemplo. Uma alternativa para esterilizar pequenos objetos é a utilização de álcool 70%. Quando aplicado múltipla vezes sobre uma superfície, o álcool pode eliminar todos os microrganismos ali presentes.

Qual a diferença entre limpeza, desinfecção e esterilização

Além de saber qual a diferença entre desinfecção e esterilização, você pode estar se perguntando sobre outro termo básico quando o assunto é higienização: a limpeza básica. O processo de limpeza consiste em remover a sujeira superficial de um ambiente, como poeira, gordura ou manchas.

Sendo assim, os produtos de limpeza utilizados para essa funcionalidade ajudam na hora de remover a sujeira, mas não necessariamente eliminam vírus e bactérias do ambiente. E essa é a principal diferença entre limpar e desinfetar.

Entretanto, a limpeza ainda é uma etapa essencial. Afinal, é imprescindível deixar o local limpo antes de partir para a desinfecção ou esterilização, quando então será feita a eliminação dos vírus, germes e das bactérias.

Com que frequência devo limpar, desinfetar e esterilizar

Esse guia prático e rapidinho pode ajudar você na hora de montar seu cronograma de limpeza:

  1. Limpeza.

    É uma ótima sugestão para o dia-dia, para deixar sua casa limpinha e cheirosa. Praticas diárias como organizar a cozinha e tirar o lixo, por exemplo, podem deixar o ambiente mais agradável. Invista um tempinho para tirar o pó, aspirar e não esqueça de dar uma geral no banheiro também.

  2. Desinfecção.

    É recomendada fazer a desinfecção dos ambientes uma vez por semana. Porém, se alguém estiver doente em casa, é preferível uma desinfecção mais frequente da casa. Lembre-se de desinfetar objetos facilmente compartilhados como o controle remoto, a campanhia, as maçanetas, etc.

  3. Esterilização.

    Como é indicada para casos específicos, já que pode depender do tipo de ambiente e da frequência que um objeto é utilizado. Por exemplo, a mamadeira do bebê deve ser esterilizada a cada uso, até ele atingir 1 ano de idade. Os acessórios de unha também devem ser esterilizados após usados, principalmente se forem compartilhados.

Como você sabe se as superfícies da cozinha e do banheiro foram desinfetadas?

Como desinfetar casa - principais cuidados

Agora que já vimos a definição de limpeza, desinfecção e esterilização, vamos para a ação propriamente dita. Cada ambiente requer um tipo de cuidado. Por exemplo, a cozinha e o banheiro são os lugares com mais bactérias da casa, por isso, o processo de higienização nesses cômodos pode se dar com maior frequência.

Banheiro

Por ser um ambiente extremamente úmido, favorece a rápida multiplicação dos vírus, germes, fungos e bactérias. Por isso, o banheiro requer uma desinfecção periódica, o que pode ser feito com produtos específicos para esse cômodo, água sanitária e cloro.

Veja algumas dicas a seguir:

  • Box/banheira, vaso sanitário, descarga e pia merecem atenção especial. Também não se esqueça dos puxadores e maçanetas!

  • Evite deixar roupas ou toalhas estendidas no banheiro, principalmente se ainda úmidas. As roupas podem ser o ambiente ideal para o surgimento de fungos e bactérias.

  • Higienize bem as toalhas de banho e de rosto. Mantenha-as sempre limpas e secas. Se puder, pendure-as no varal ou ao sol após seu uso e lembre-se de trocá-las, no mínimo, a cada semana (principalmente se o banheiro for compartilhado com mais pessoas).

  • Desinfete as toalhas de banho e não esqueça dos tapetes de tecido. Para a desinfecção de tecidos em geral, não é aconselhado utilizar cloro ou água sanitária, pois podem estragar as fibras e ainda manchar a peça. Uma alternativa é utilizar produtos específicos para isso, como o OMO Sanitiza e Higieniza, que garante a eliminação completa dos vírus e bactérias.

Cozinha

Saber a diferença entre esterilizar e desinfetar um ambiente como a cozinha é muito importante, pois é lá onde manuseamos alimentos crus, que são os principais vetores das bactérias (principalmente as proteínas). Por isso, a desinfecção é muito importante após a manipulação desses alimentos.

Vale lembrar:

  • Higienize tábuas de corte e utensílios corretamente. Vale lembrar que as proteínas cruas devem ser trabalhadas com utensílios especiais para tal, como tábuas, facas etc. Sempre após o uso, limpe as tábuas de corte e utensílios com água e sabão para tirar a sujeira superficial, depois despeje água fervendo em todos eles.

  • Higienize bem as mãos com sabonete antibacteriano após o contato com carnes ou ovos crus.

  • Desinfete as superfícies corretamente. Para as superfícies como balcão, pia e fogão, use um pano apropriado umedecido com desinfetante comum. As bancadas devem ser limpas com desinfetante após a preparação dos alimentos.

  • Lembre-se de desinfetar puxadores de geladeira e de armários regularmente.

  • Higienize a geladeira pelo menos uma vez por mês. Limpe a parte interna e externa, e não esqueça da borrachinha da geladeira, que pode facilmente acumula mofo e bolor.

Quartos e sala

Os ambientes mencionados acima são os mais propícios à contaminação, por isso necessitam de uma atenção em especial durante a faxina. Porém, não esqueça de dar atenção para os outros cômodos da casa também.

Retire o pó das superfícies, troque a roupa de cama regularmente e aspire o chão (se for carpete) ou limpe com um desinfetante para manter o ambiente higienizado. Lembre-se que as roupas de cama e cobertas devem ser lavados e desinfetados regularmente - incluindo roupas de cama nova que serão utilizadas pela primeira vez. Troque a cada a cada nova semana ou a cada 4 dias, principalmente quando calor.

Quintal

Por se tratar da parte externa, o quintal, pátio ou jardim estão bastante sujeitos à proliferação de germes e sujeira.

Uma higienização mais cuidadosa pode ser feita em situações especiais, por exemplo antes e depois de festas, principalmente se houver manipulação de alimentos. E, claro, se você tem pets em casa, vale fazer uma limpeza e desinfecção frequente do quintal para a saúde de toda família – confira o nosso guia prático de como desinfetar o quintal se você tem cachorro em casa.

Como esterilizar pote de plástico

O álcool 70 continua sendo a melhor alternativa para uma esterilização doméstica. Porém, muito cuidado ao utilizá-lo, já que qualquer resquício remanescente do produto pode ser prejudicial à saúde quando utilizado em locais de armazenamento de alimentos. Por esse motivo, é extremamente recomendado que após a aplicação do álcool você ferva o utensílio por alguns minutos e depois enxágue em água corrente.

Se você estiver se perguntando como esterilizar garrafa de plástico com água fervendo sem danificar o plástico, não se preocupe, nós temos a resposta!

Alguns plásticos são resistentes à fervura (100ºC), porém não todos. Sempre consulte as orientações de limpeza da etiqueta ou embalagem ao comprar o objeto. A fervura só é recomendada para plásticos mais duros (como os da mamadeira, por exemplo). Para os mais finos e menos resistentes o único meio de esterilização é utilizando o álcool 70. Depois de aplicá-lo por todo o objeto, deixe-o secando para que o produto seja totalmente evaporado.

Como esterilizar a casa de forma segura

Agora que já falamos sobre como esterilizar recipiente de plástico e já explicamos qual a diferença entre esterilização e desinfecção, é importante também frisar os cuidados que devem ser tomados ao manusear produtos químicos:

  • Proteja sua pele, rosto e mãos do contato direto com o produto e lave bem as mãos depois da limpeza. É recomendada a utilização de luvas plásticas, e em caso de contato com a pele, deve-se lavar imediatamente o local atingido. Como a composição desses itens é muito forte, é importante se prevenir de irritações na pele e reações alérgicas.

  • Mantenha os produtos de limpeza seguros e bem guardados, sempre longe do alcance das crianças.

  • Deixe a casa bem ventilada e o ambiente arejado ao usar desinfetantes, se a janela não for uma opção, você pode usar um ventilador enquanto limpa.

  • Sempre leia o rótulo do produto com bastante atenção antes da aplicação. Nunca misture produtos de limpeza diferentes, pois a mistura pode causar reações químicas perigosas.

Neste artigo falamos sobre a diferença de esterilização e desinfecção e os diferentes tipos de limpeza, produtos que devem ser utilizados e também dos cuidados a serem tomados. Ao fazer coisas como esterilizar a casa regularmente e utilizar os produtos corretos, você contribui para o seu bem-estar e o de toda a família.

Publicado originalmente